0

Sobre preferências musicais.

Posted by Igor Maia on 20:59 in , , , , , , ,
Enquanto eu tava aqui baixando AIR e passeando pelos Last.fm do povo, fico olhando e só dava baixo, baixo, baixo, muito baixo. O que deu algo como alto foi um affair (ou ex-amigo, ou colega, whatever do meu cu) que eu admirava. E era louco por ele. Eu queria ser ele.

Vou contar uma estória rápida: o vi no Fotolog. Gostei. Ficava comentando as ftos. O adicionei no orkut. Começamos a trocar dados. Rolou reciprocidade. Dae fiquei fã do Coldplay. Ele tbm era. Trocamos mais dados. Comecei a pisar na bola algumas vezes. Me tornei paranóico. Todo dia, um scrap. Ele tolerava. Me excluiu da lista. Eu querendo saber o pq. Ouvi e fiquei desconcertado. Tudo bem. Comentei no fotolog novo dele. Ele tolerava. Ele num guentou e disse que num queria me ver mais. Pirei. Pirei mais. Me arrependi. Pedi desculpa. Me tornei o nº 231 da comunidade Achei Cafona. Ainda o vejo. Mas com menos paranóia que antes. e não tenho vida social decente fora do PC.

Não tenho o pq, mas apenas pelo fato dele ouvir certos tipos de música meio que me motivou a gostar tbm. O Radiohead é exceção, pq descobri via revista e fiquei interessado. Mas... Muse? Por causa DELE! Franz Ferdinand? Indiretamente. Strokes? Era modinha em 2001, hauehauehauehuae. Mas enfim, mta coisa que ele ouve eu curto. Dae o alto.

Mas dia desses era SUPER! SUPER! Mas dus meses pra cá ele deve ter começado a ouvir coisas mais underground/indie, e eu comecei a mergulhar em Silverchair e outras coisas descoladas/modinha. =P Mas o foco não é ele. O foco sou eu. E me pergunto: pq a gente muda tanto? AS PESSOAS NORMAIS, não as que estacionaram no tempo e ficaram lá.



Comecem a ter vergonha alheia, mas eu gostava MTO de axé; fazia coreografias da Daniela Mercury, dançava ao som do É o Tchan, me emocionava com Banda Eva com Ivetão... E eu detestava qdo vinham aquelas músicas em Inglês. Em 1997 eu era assim. Bote OK Computer que CERTEZA que detestaria. =P

Mas em 2001, com o advento da MTV + amigos do rock + modinha, comecei a gostar dos Strokes. AMAVA o Julian, o estilo, a forma de fazer rock. Eu dizia pra uma rodinha de amigos pagodêros: ADORO STROKES! E a galera fazia: -q Me sentia o indie mais indie do colégio (e isso me dava um ar de superior, o que era bom, já que eu era o excluído e marginalizado do colégio). Lá pra 2003, 2004, comecei a ouvir Coldplay. Comecei a gostar pra caramba, as melodias, e piriri, parara. Qdo ouço The Scientist, me lembra do meu colega fotologger supracitado. (tenho até fto dele com a letra na mão e tudo, MAS NÃO VOU POSTAR.) Qdo lançou X&Y (além de eu ter descoberto bandas como Franz Ferdinand, The Killers e etc.) entrei em transe e falei a mim mesmo: é agora, Igor. Ou vc se torna o que vc quer ou vc fica igual aos seus amiguinhos. Sempre fui diferente dos outros, logo era excluído. O que eu tinha a perder?

De 2001 pra cá, há umas coisinhas em paralelo que ouvi e curti. Conheci David Bowie, p. ex., qdo eu ouvi Little Wonder. CARALHO, LITTLE WONDER! Adorava o clipe, era surreal, o beat era bom e eu me viciava (depois eu, mais crescidinho, baixei Earthling [1997], que tinha a música. Mta gente torce o nariz, mas é o trabalho do Bowie que mais gostei, se bem que é enjoadinho.). Havia a Gwen Stefani, tbm... Nem era tão indie, mas o estilo dela me fascinava. Dae vem outras coisas, que num me lembro agora.

Mas enfim. Graças à exclusão dos coleguinhas por este que vos fala que é tão diferente, me embarquei nessa de gostos esquisitos. Ou não. Por acaso, Arcade Fire É ESQUISITO? Não acho. Pode ser triste e sombrio, mas esquisito... Arctic Monkeys e Keane são audíveis e gosto, passemos. E Sigur Rós, minha gente?! Ao mesmo tempo, gosto do Silverchair pós-Neon Ballroom, me amarro no Foo Fighters, Muse me deixa extasiado (se bem que ando meio enjoado em ouvir), Bjork é legal. E estranha, tbm. Led Zepellin e Queen comecei a gostar mais por causa de um colega da faculdade, que é BEM loucão, mas mto inteligente.

Se me arrependo? CLARO que não. Sou jovem, tenho de ter espírito jovem, de aprender e buscar coisas novas. E não ficar apenas mais do mesmo.
[sim, e o grande desafio é botar isso na prática do dia-a-dia. =P]

0

Notícias de hoje.

Posted by Igor Maia on 12:23 in , ,
É com pesar que Dercy Gonçalves, de 101 (ou 102? O.O) anos, morreu pouco depois de ter feito aniversário
. Seria uma morte convencional, mas... MEU, DERCY GONÇALVES! Vc tem idéia? NUM TÁ VIVA MAIS, NÃO! Ela morreu MEISHMO!

Enquanto Dercy iria pra um lugar mais digno que este planeta, eu lá cochilando, sonhando com o michelheberton e vitorfasano, coleguinhas twitteiros. Q qdo fui ao PC e ler as notícias, DG MORREU, DG MORREU, DG MORREU.

Ela num tava na flor da idade, ela tava velha mesmo. Mas se vc parar pra analisar, ela num tinha MERMO 102 anos. Ela era vibrante, tinha um espírito jovem, era despachada e desbocada, mas tinha mermo personalidade. E quem a viu interpretando a um teeeeeeeeeeempo atrás se via que Dercy era uma mulher bonita, deslumbrante. Como diria a Sylvia Design, um desbuuuuuuuuunde.

Dercy nos deixa uma lição de que NUNCA podemos envelhecer aqui na cabeça, ó. A gente tem de ter um espírito jovem, um espírito que clama por mudanças, que nos torne jovens e lúcidos. Gente que não se conforma, que é mais a gente mermo, sem a adoção de nenhum tipo de comportamento.

Posso até dizer, sem medo de ser hipócrita ou tal, de que Dercy nos deu uma bela lição de vida.

reflitäo.




Agora, como a gente lida com a morte? É uma pergunta que faço diariamente. =~

0

Novas tendências do Verão '09.

Posted by Igor Maia on 17:17 in , , ,

1

Why, WHYYYYYYY?

Posted by Igor Maia on 00:47 in , , ,

Cá estava eu, pensando nos meus botões, em um monte de coisa nesta semana. Por sinal, ouvi de tudo um pouco: que eu era desleal, que eu tô desfavorável a mta coisa, metas da academia, coisas sobre o amor, carência, transtorno de personalidade.

O blog é sobre ameninades, mas quero desabafar aqui, CHEGA!

Eu num sei mais quem eu sou. Eu num sei se o amor dói. Eu num sei o que dói mais, pra ser mto franco. Eu tava normalzinho na academia qdo, de repente, me veio um monte de pensamentos e coisas que me fizeram parar pra pensar e me indagar: QUE RAIOS de pessoa eu sou? Como eu era? Eu deveria ser mais competitivo? Escolhi certo o meu curso na faculdade?

O que sei é que tô fudendo com a minha auto-estima. Isso é fato. Tô fudendo com a minha personalidade, a Internet me destruiu um pouco. O orkut tbm.

Mas no meio do olho do furacão, num sei se vou conseguir sair; neste momento, tem um amigo meu me dizendo o que tenho de fazer. Mas eu paro pra olhar e me pergunto: eu tenho salvação, eu vou conseguir o que eu REALMENTE quero, vou ter as coisas e as pessoas que sempre quis?

Eu num sei pq, mas um surto de desesperança e negativismo assolou em mim nesta madrugada.

E preciso de ajuda. Tô a cada dia sendo envolto por paixões impossíveis, fatos degradantes, acusações levianas sem fundamento. Se alguém tiver ouvindo meu grito de socorro, favor me ajuda.

Ou não. Me deixa sozinho com o Mars Volta.

[ah, o da fto sou eu, mermo.]

0

Nada.

Posted by Igor Maia on 12:39 in
Enquanto converso com pessoas comunidades afora, eu SIMPLESMENTE num sei o que escrever neste blog. Quero escrever textos bonitos, chamativos, reflexivos, mas TUDO o que consigo é...

N.A.D.A!

UPADATE: Na verdade, tenho uns esboços sobre a solidão. HEH

Depois posto.

1

H.E.L.P!

Posted by Igor Maia on 09:15 in , , , ,

Venho por este espaço divulgar a adoção deste cachorrinho adorável aqui, o boxer de nome Bruno. A Lele, que é uma pessoa de coração bão com os animais e escreve o Te Dou Um Dado, tá colocando o cachorro pra adoção. Pela fto, vê-se que é uma fofura. ^^ Mas tem de ser alguém responsável e que goste MTO de bichos. Além de ter um espaço adequado pra ele brincar, ser livre e saudável, já que boxer é uma raça de cachorro GRANDE, logo...

Quanto ao comportamento dele, nas palavras da própria Lele, "ele adora bichos, entao se vc jah tiver cachorro em casa, melhor ainda. Se da muito bem com gatos tambem. Ele eh o cachorro mais doce, mais meigo e mais atrapalhado do mundo. Um bebezao, saudavel, lindo e forte."

Então é isso. Se vc residir em SP, beleza.
Se não, mas ficou interessado, fale com ela pra maiores detalhes.

Grato.

Igor M.

0

Videos da semana:

Posted by Igor Maia on 15:55 in , , ,
Pq in Bloc Party I trust. Nesta semana, o blog do tio Lúcio Ribeiro
postou o novo vídeo do Bloc Party, Mercury. A coisa tá BEM clara: apelar pra parte eletrônica, junto com o post-punk de sempre que eles sempre fazem. Flux eu gostei pra caramba, apesar de geral ter torcido o nariz. Tae o clipe, sem mais delongas:



E sabe o Oscar Filho? O famoso Speed Racer de Autorama do CQC? Uma análise engraçadissima feita por ele sobre o programa Fantasia:



E pra encerrar a trívia, nada como revelar a vcs a prodigiosa dança das trevas a Dança da Ventoinha:



Fabiano Roberto, it's for you. =*

0

Igor, Igoooooooor...

Posted by Igor Maia on 15:28 in , ,
...tu se parece com o cara do [link=http://www.youtube.com/watch?v=EwTZ2xpQwpA]Chocolate Rain[/link]!


...tu se parece com o cara do Chocolate Rain
!

Mto parecidos, né. (y)

0

Um adendo:

Posted by Igor Maia on 11:40
Desculpa pela ausência de fotos. Queria mto postar, e etc.

Qdo houver necessidade, eu posto.

E vale lembrar que este blog segue as diretrizes ambientais, ao adotar a política do Carbono Neutro e o template negro, que economiza energia.

Mto obrigado.

1

Sex trends.

Posted by Igor Maia on 21:58 in
Diz-se dos fundamentalistas religiosos que o sexo é APENAS em caráter procriativo-reprodutório, em que apenas o homem e a mulher podem transar. Está certo? ERRADO!

Diz-se no comum senso que existem três vertentes convencionais de sexualidade: a heterossexualidade (que gosta do sexo oposto), a homossexualidade (que gosta do mesmo sexo) e a bissexualidade (que gosta dos dois sexos). Esses três tipos são imutáveis, não havendo uma eventual mudança na "opção". Está certo? ERRADO! (ou talvez certo, whatever.)

Diz-se Kinsey que existem seis níveis de heterossexualidade, nos quais quanto maior a atração pelo sexo oposto, maior o nível. Isto quer dizer que, se houver um eventual 4 ou 6, pode haver uma atração por dois gêneros, em maior ou menor intensidade. Está certo? ERRADO! Talvez.

A sexualidade humana não é tão fácil de ser, vamos dizer assim, desvendada. Há inúmeras coisas que a gente não sabe, e que nem vai saber. Mas uma coisa eu digo: versatilidade e bissexualidade deverão ser as tendências para o ramo sexual.

Versatilidade: no caso dos homossexuais masculinos, ser o passivo da relação pode correr o risco de ficar pra tia, SE não for um exemplar interessante pra se relacionar. Aos ativos, a parte recessiva do frágil equilíbrio do mundo GLS, é mais vantajoso, mas sempre há dias que vc quer uma Mercedes, mas quer andar de Gol (uma comparação esdrúxula, mas que é verdade). Apenas pelo fato da pessoa ser versátil (e de poder mentir de uma forma mais fácil), pode-se tanto ser degustado como desgustar. Daí vem a conclusão: a versatilidade não se trata de uma opção, e sim de uma necessidade.

Bissexualidade: apesar da predominância heterossexual no planeta, o mundo tá ficando mais gay, ad factum! Logo, quando se apela pra bissexualidade DE VERDADE, a gama de opções fica maior. Poder dar selinho nos meninos, nas meninas... A natureza é uma coisa interessante e até engraçada. Não poder ficar chupando dedos enquanto tiver numa balada é uma opção interessante. É arriscado, dado que a rejeição à bissexualidade é maior, mas enfim... Pode se tornar uma coisa necessária nesses tempos modernos.

No mais, o sexo de hoje se encerra por aqui. :*

1

E a coerência?

Posted by Igor Maia on 20:06

Dados alguns dias (ou meses, whatever) passados até hoje, posso concluir que, aquele que REALMENTE for coerente, pode ter certeza... Vai ser mais feliz. Mas MTO feliz. Não digo que vc deve ser convicto com todos, mas a você mesmo.

Se vc realmente defende o não-consumo de carne animal, por exemplo, continue defendendo. Se vc acha que dinheiro compra felicidade, continue defendendo. Se acha que homofobia é crime, defenda este ponto de vista. O grande problema da coerência é qdo vc está lá, defendendo A, qdo na verdade faz B. Isso pode não doer de início, mas ao longo dos anos podem servir como um GRANDE fardo.

E ao longo do dia, fiquei refletindo um pouco... Coisas que eu faço hoje em dia que, a alguns anos atrás, eu abominava. Coisas que eu faço com tranquilidade o que, anos atrás, nem faria pq tal isso e tal aquilo. E de tanto defender e levantar uma bandeira, pegar a mesma e tacar fogo. A vida é uma coisa engraçada. Só nos mostra que nós, por mais que tentamos ser convictos nos nossos pontos de vista, sempre vai dar uma forma de nos trair.

Seja uma menina dócil agir de forma agressiva, seja um rapaz sarcástico tratando as pessoas com carinho, seja um fã de Radiohead que adora cantarolar Mika...

Convicções, meu povo. Convicções.

Nunca cuspa no prato que vc provavelmente vai comer!


0

Vamo beber? VAMO!

Posted by Igor Maia on 16:04 in , ,
Este blog simples e singelo abordará sobre um tema bem comum: as bebidas... Alcoólicas. Ahan, Igor, e vc não bebe não? Isso não vem ao caso.

Imaginemos uma roda de amigos (ou colegas), e começamos a conversa. E acompanhada por álcool, vinda como cerveja, vinho, drink, etc. etc. Daí a conversa flui, mas sempre há alguém que se excede na bebida, NÃO TEM COMO! (se bem que ontem, o único que se "excedeu" fui eu, mas isso tbm não vem ao caso.)

A bebida SEMPRE esteve no foco do brasileiro. Seja nas músicas (desde um samba mto famoso ATÉ os forrós-comércio-de-duas-semanas), seja na TV, seja na mídia escrita. Tá lá, o álcool presente. E cá me pergunto: pq há uma supervalorização da cachaçada, vamos dizer assim? Pra ser mto descolado tem de beber?

Pra vc ter algum traço de normalidade, felizmente (ou infelizmente) sim. É como obrigasse a gente a beber. É como se fosse um traço de anormalidade NÃO BEBER. E vem os nossos amigos, e obrigam a gente a dar uns pileques. ENTRETANTO, há sempre um que mesmo convivendo com pessoas que saem na horizontal do bar, vamos dizer assim, ela prefere um suco, um chá, uma água, no máximo um refrigerante ou uma bebida Ice. Com certeza, vai viver um pouco mais do que aquele que castiga o fígado todo dia (ou final de semana).

(Não tô condenando. Apenas tô analisando como nós nos comportamos e convivemos com o álcool. É bom beber, MAS COM MODERAÇÃO E SEM VOLANTE POR PERTO.)

E se exagerar, aí que o volante deve estar longe do motorista MESMO. E do exagero, vem as pagações de mico, a percepção extremamente elevada, verdades nascem da boca... Com certeza, é uma antologia, surgirá risadas, e piriri parara. Mas enfim... PQ A SUPERVALORIZAÇÃO DA BEBIDA?
PRA QUE A GLAMOURIZAÇÃO?

É algo pra pensar.

PS: e antes que digam que eu falo que gosto de dar uns pileques, e etc., posso dizer que eu tbm apelo pra essa glamourização da bebida, mas tô super-ciente que isso é meio que... Embaraçoso. Sobretudo qdo vc ouve umas 15 músicas na faixa de 30 falando sobre as bebedeiras do cotidiano, de uma forma não mto poética.

PS2: depois vou abordar algo sobre a Lei Seca.

Beber é bom, mas há limites.

1

It's a beautiful lie.

Posted by Igor Maia on 00:42 in ,
Uma pegunta: pq a gente mente? Pq temos de mentir tanto pras pessoas?

É algo que me incomodou mto no fim do mês passado, qdo tive de dizer a mãe e pai que passei em tudo, qdo na verdade PERDI as duas matérias. Menti, mas deixei meus pais felizes. Mas então: pq a mentira?

Mentira, por incrível que pareça, pode não ser tão devastadora como mta gente pensa. É bom pq tem um efeito placebo. É bom pq a pessoa se sente mais feliz qdo se diz uma mentira de leve. QUEM teria coragem de ouvir na cara: -olha, tu é feio e cafona, bjs. Mta gente diria: Ah, ouviria numa boa. Mas mentira. A pessoa se sente incomodada.

E as mulheres, então? Elas, se sentindo gooooordas, perguntando aos seus amados. Pra não perder uma fofada não perder o seu grande amor de 6 meses, simplesmente diz: que amor, tá ótima! MENTIRA! Mas tão felizes.

Aiai, eu sinto até pena qdo a pessoa diz que gosta de pessoas sinceras, mas se dói qdo alguém fala uma verdade desconcertante. Eu gosto de gente que mente. Às vezes. Tipos, uma mentirinha básica, como: -Igor, tá lindo com essa combinação roxo+laranja (que na verdade nem tá lá essas coisas).

Daí vem o 30 Seconds To Mars cantar A Beautiful Lie. E choro. :P

"Na verdade, o povo gosta de gente que mente!"

1

Reitero:

Posted by Igor Maia on 21:40
Procuro professores que possam me ensinar a arte da HTML.

Não pago. Mas faço escambo de serviços. Obrigado.

1

Da série "Where's Your Dignity?"

Posted by Igor Maia on 21:12 in , , ,
Tia Hilary Duff (aquela loira anti-Spears-que-não-tem-pescoço-e-parara-piriri), em sua música Dignity, fala de uma forma ácida o comportamento hollywoodiano de escancarar certas coisas (alfinetes a Paris Hilton e Birutney? ahan, *bocejões*) que acontecem. Gente, posso estar errado, mas a onda Paris num tinha acabado? O.O

Pq, serião. Em 2005 (ou 2003?), a moça de família rica grava o vídeo de putaria que vaza na Net, a galeres conhece, Paris faz a superior e nem tchunfs, e piriri, parara... Virou uma epidemia. QUASE TUDO RELACIONADO A SEXO tem de ter esses vazamentos. IN-CRÍ-VEL.

Tava vendo um tópico no orkut, e me surpreendi de onde chegou. Belém do Pará, a Islândia Tropical. Quatro meninos, sendo que dois tinham orkuts do estilo "miguxês arcaico", foram pegos fofando com uma mendiga. GENTE, men-di-ga. E a namorada, se souber das ftos? E a família? Bem, tavam fazendo COM camisinha... Mas enfim, fiquei sem palavras. Vou focar no escancaramento de tudo, na questão da privacidade e dignidade. Gente, que coisa mais... Escancarada. Despachada. Fico meio besta com essas coisas, até. Num vou mentir.

Aí, voltemos ao questionamento de tia Hilary: WHERE'S YOUR DIGNITY? Mais coisas relacionadas a sexo: na minha cidade, já teve cenas em que houveram: pegação entre duas tops daqui da cidade (repito: DUAS TOPS) e um 3some em que a moça tava totalmente bebaça e teve ftos tiradas no momento da consumação sexual. Me pergunto, me questiono, até. Pq o povo faz isso? É fetiche? É mania? É vontade de querer queimar o filme do próximo? Tais coisas causaram um desaparecimento repentino das meninas. Cidade pequena.

Mais dignidade: e quando se escancara a olhos públicos o perfil alheio "alternativo", em que todo mundo faz isso pra causar um pouco de incômodo e dor ao outro? (tá, não necessariamente) E quando a gente joga nossas convicções fora, num escambo de fazeres (te-dou-um-estágio-se-vc-votar-em-mim-ou-apoiar-um-candidato) para que a gente se ascenda? Ou quando a gente tem uma noite de sexo pra se tornar alguém na noite? E quando a gente joga na cara dos outros defeitos que tornam uma pessoa única? E quando a pessoa, quando é sua amiga, te apunhala nas costas, fazendo coisas que seu inimigo nem imagina?

Daí que, dados esses rebuscamentos de pensamento acima, posso dizer que:

"Pra gente satisfazer às nossas necessidades, às vezes a gente tem de mandar a dignidade dar um passeio."

Por hoje é só. Ou não.

0

1, 2, 3, testando.

Posted by Igor Maia on 21:01 in , , , , ,
Enquanto eu tava navegando pela Net por aqui, fiquei pensando: poxa, poderia montar algo do tipo ooooh-quero-pensar, ou um blog de música, ou um blog xoxando celebridades. Mas então, decidi montar mais um outro, só que de caráter bem misto. Nada de teminhas, e etc.

Estou aqui. Sou uma raposa velha de blog, mas sei NADA de HTML, e etc. (o mto pouco que eu sabia esqueci.) Tá aqui um blog em homenagem à lenda, à suprema coragem deste que é um menino, digamos, admirável: VAVÁ, dos Mutantes (Q).

E tbm aos lobinhos guarás, bichinhos, que estão prestes a serem extintos, e etc... Mas especificamente, é um que tem vários emoticons do msn e nem sei o nome certo do troço. (quem já conversou comigo no msn viu a raposa viada, como eu chamo. HEH)

Então tá aí. POBRE MENINO LOBO GUARÁ...

-sim, Igor,é enorme.

Pior seria se fosse:

SUPERCALIFRAGILISTICEXPIALIDOCIUS!


né?

Copyright © 2009 Te fode, muleque! All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.